sábado, maio 12, 2007

arrefecia
às margens do rio
mergulhado em estrelas,
limiar da solidão

Um comentário:

Sol disse...

apenas pensas solidão
mas não
pode não saber
pode não querer ver
mas lá está ele acalorando
nada lhe escapa